Fique Sabendo Benficanet - 25/04/2017 -->
Alunos da Escola Ana Salles em Benfica
recebem doação de material escolar


"Em especial a escola Ana Salles faz a diferença na vida escolar de seus alunos pelo amor e cuidado que todos tem por eles, independente da condição social de cada um."

1123 acessos

  
Mais fotos no final desta matéria

O Benficanet apoiou uma campanha de arrecadação de material escolar para alunos da Escola Ana Salles e o resultado foi excelente!

A ação teve a iniciativa de Fernanda e Fabiana Anicio, proprietárias da loja Norte Ferragens e Ferramentas em Benfica.

Amigos e comerciantes de Benfica e Região participaram de coração aberto e conseguimos mais de 650 lápis e 300 borrachas, 290 cadernos brochurão, quase 18 mil folhas folhas de papel A4, inúmeras caixas de lápis de cor, dentre outros itens como apontadores, mochilas, fichários, canetas, giz de cera, réguas e bolsinha para lápis.

O objetivo desta campanha, além de ajudar os alunos da Escola Ana Salles, que na sua maioria são carentes, foi mostrar que juntos, podemos contribuir com a transformação de um futuro melhor para essas crianças.

Fomos muito bem recebidos pela diretora, os professores e em especial pelos alunos. Muito gratificante ver o sorriso em cada rostinho e os olhos que brilhavam na hora da entrega dos materiais. E todos se comprometeram a continuar dedicando aos estudos, participando das atividades em sala de aula e fazendo as tarefas que levam para casa.

 

A Escola Estadual Ana Salles fica na Rua Martins Barbosa no Bairro Benfica, possui 144 alunos distribuídos em 8 turmas do ensino regular do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, destes, 100 participam da educação integral, com atividades extracurriculares como Educação ambiental (horta), dança, artesanato, esporte e lazer voltado para o atletismo e jogos.

Hoje são 31 funcionários, professores, ajudantes de serviços gerais e secretaria, supervisora e diretora. O pátio tem um espaço bom, mas não é coberto, não temos quadra, o parque infantil precisa de reparos.

Servem 3 refeições por dia, lanche da educação integral, merenda e almoço, seguindo o cardápio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Tem 2 computadores para uso administrativo e 7 para os alunos.

A escola foi fundada em 1963 e até hoje não foi modificada na sua estrutura original que é de material metálico, tipo container.

A diretora da escola, Luciane Oliveira Knopp, nos informou que atualmente o local foi contemplado com uma verba para reforma, no valor de aproximadamente R$ 598.000,00.foram demolidas 4 salas, 1 laboratório de informática e a secretaria. A execução total da obra será em duas etapas. A primeira iniciada, contemplará salas de aula, refeitório e cozinha.

Diante da dificuldade de encontrar um lugar adequado nas proximidades para funcionar a escola, foi decidido em reunião com o colegiado e pais, permanecerem no mesmo lugar durante a obra, com algumas adaptações, para facilitar o acesso de todos. As salas foram subdivididas e o refeitório também virou sala de aula.

No ano de 2014 a escola sofreu vários arrombamentos, com isso a  Secretaria de Estado de Educação (SEE) disponibilizou recurso para aquisição de câmeras de monitoramento, porém após instaladas ficaram somente 2 meses em uso, pois foram roubadas, inclusive o DVR, que gravava as imagens. 

Luciane diz, que por estar situada mais isolada dos outros comércios, a escola sempre é alvo de arrombamentos. E ela atribui este fato também pelo aumento do número de dependentes químicos e a urgência na modificação de leis no nosso país, já que ladrões têm a certeza da impunidade.

"A maior necessidade da escola é que esta obra fique pronta o mais rápido possível, pois será segura e confortável para alunos e professores. Desta forma irá reduzir o número de arrombamentos. A estrutura física será adequada aos padrões ideais de uma escola, trazendo conforto, segurança e prazer a todos. Temos todos os serviços públicos necessários como água e esgoto, energia elétrica , internet, mesmo com a estrutura precária estes serviços não nos falta." Frisou a diretora, que continua dizendo, "Toda escola faz a diferença na vida dos estudantes, em especial a escola Ana Salles faz a diferença na vida escolar de nossos alunos pelo amor e cuidado que todos nós temos por eles independente da condição social de cada um. Nossa clientela é variada, temos alunos muito carentes e temos alunos com condições melhores e todos são tratados iguais, com muito carinho e respeito.

Perguntamos sobre a participação dos pais na vida escolar de seus filhos, Luciane nos respondeu que 40% dos pais participam efetivamente. "O professor forma para ensinar a ler, escrever, interpretar, fazer cálculos, mas hoje o professor precisa também de ser pai, mãe, médico, psicólogo, assistente social etc. Não estou generalizando, temos muitos pais preocupados com a formação integral de seus filhos, mas infelizmente temos aqueles que simplesmente pensam que a escola tem que ser responsável por tudo. E não é bem assim, a escola tem que ter a família como parceira no desenvolvimento intelectual de seus filhos para obter êxito na aprendizagem," reforça Luciane.

Sobre a melhoria da infraestrutura do ambiente escolar, reduzir ou evitar o possível envolvimento de alunos com a criminalidade, Luciane acredita que uma escola sozinha não pode mudar uma vida toda, ela faz a diferença, mas quanto a reduzir a criminalidade, vai além dos muros da escola. "Por ser este um problema do Sistema, depende de assistência social, psicológica, médica. E a participação familiar no desenvolvimento destas crianças é fundamental. A formação do caráter de qualquer indivíduo depende da família. A escola pode muito, mas sozinha não pode tudo. Quanto a melhoria na qualidade de ensino, é muito mais prazeroso e agradável estar num lugar bonito, com certeza na escola nova nossos resultados serão ainda melhores. Porém a participação da família é essencial para todos os alunos, independentemente da sua condição social. Quando o responsável é presente na vida escolar fica nítido no aluno sua satisfação, participação e desenvolvimento intelectual, independentemente da classe social," conclui a diretora.

Nossos agradecimentos à todos que se sensibilizaram fazendo suas doações e participaram de alguma forma.

Em especial, pessoas e empresas que ouviram nosso apelo com carinho e temos a obrigação de citar: Adalgiza das Ótica novo Olhar, Amarildo Dornelas, Anselmo da Giga Byte, Centro de Beleza e Estética Perfil, Denilza Nazareth, Denise da Academia Cia do Corpo, Denise Moda Fashion, Ex-Kina Armarinho e Papelaria, Gabi Lanna Festas, GFT Artes Gráficas, Halliny do Japa Hall, João da Frangolanches, João Vieira Júnior da Kartel, Kenia e Elzenir da Papelaria Aquarela, Laerte Pinto, Leandro Luiz, Muri do Skinas Lanches, Natália da Droganorte, Rodrigo Venzi, Rosangela Vieira da Shalom, Sidimar da Leão Games, Simone do Ateliê da Beleza, Suyanne do Chaveiro Benfica, Vanessa do Supermercado Pais e Filhos, Patrícia e Camila da Yes! Curso de Idiomas.

Fotografias por Gabriel Venzi

 

Clique nas imagens para ampliar

  
   Comente!

___________________________________________________________________________________________________________
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com