Matéria Especial Benficanet - 04/10/2017
Garra, superação e uma proposta oficial para jogar em Portugal.
Douglas Braz, nascido e criado em Benfica, e o sonho do futebol profissional.

1777 acessos

Foto: Araruama F.C.

A quantidade de garotos que começam com esse sonho de ser jogador de futebol é muito grande e a competição é ainda maior. Nesse enorme universo de possíveis futuros jogadores, alguns tem a chance de serem excelentes profissionais.

O Benficanet conheceu o jovem Douglas Braz, 23 anos, que após muitos treinos, mesmo com as dificuldades do dia a dia, está vivendo um momento de muita felicidade com a proposta que recebeu para jogar em Portugal.

Nascido em Juiz de Fora, criado no bairro Benfica, Douglas sempre acompanhou as partidas de futebol pela televisão e sua avó, Dona Avelina, dizia que um dia queria vê-lo assim, na TV, jogando futebol. A partir daí ele colocou esse esporte como prioridade em sua vida .

Aos 8 anos de idade, Douglas tinha apenas um desejo, ingressar na escolinha do Tupi Futebol Clube/JF e sua madrinha, Luzia Isabel, com quem podia contar, não tinha condições para arcar com as mensalidades. Mas querendo muito ver o afilhado realizar seu sonho, Luzia foi até a diretoria do clube e apelou por uma bolsa anual, e foi lá o primeiro jogo de Douglas, contra a equipe do Sport JF.

Douglas diz nunca ter recebido incentivo da família. Foi criado apenas pela mãe, muitas vezes ausente, e quem o ajudou foi a madrinha e a avó. "Elas sempre acreditaram em mim, até nos momentos em que eu pensava em desistir de ser um jogador", comenta Douglas.

Dentro da própria comunidade, ele não teve apoio algum. Tinha como referência tentar seguir os passos do primo que foi jogador de futebol, mas desistiu da carreira.

Durante a idade de categoria de base, passou pelo Tupi F.C., Bonsucesso, Sport Club JF, Uberabinha, Boa Vista F.C., Arraial do Cabo RJ e Junior Team PR.

Em 2016, Douglas assinou seu primeiro contrato profissional com a Equipe Araruama Futebol Clube da 2ª divisão do futebol Rio de Janeiro. Fizeram um bom campeonato, mas não conseguiram o acesso tão esperado e o contrato não foi renovado.

Ficou alguns meses treinando por conta própria, até que surgiu a oportunidade de disputar a Taça Paulista 1ª divisão do estado de São Paulo. Não pensou duas vezes e seguiu para São Paulo, sabendo que é uma boa vitrine para jogadores na expectativa de um contrato. Com isso, foi se destacando na equipe Leões Tieteense F.C. (foto ao lado) e conquistando seu espaço.

A caminhada foi difícil. "Se fosse fácil todo mundo queria, mas a realidade é outra, e umas das maiores dificuldades que enfrentei foi na alimentação. Às vezes ficava sem comer e precisava treinar. Senti na pele essa falta, dores musculares sem recursos para compra de medicamentos, desânimo, contas se acumulando e não tinha dinheiro. Se eu falasse isso pra minha família, com certeza mandaria eu voltar pra casa e trabalhar," conta Douglas, que acrescenta ter buscado forças na igreja e diz ter sido abençoado com essa proposta oficial do Clube de Futebol União da Madeira de Portugal, que veio após conhecer o Sr. Assis em um desses jogos.

"Também sou muito grato aos amigos de Benfica, Fábio e Sidimar, que me estenderam a mão com  patrocínio me trazendo um certo alívio e tornando minha luta um pouco mais fácil," comenta Douglas.

Hoje, o atacante/lateral direito com as características de passe, velocidade e marcação, diz que sem humildade não se chega a lugar algum e segue cheio de esperança, pois vai precisar de ajuda para suas despesas e deslocamento até Portugal. E além do sonho de ser um jogador de futebol realizado, quer alcançar objetivos como ter sua casa, ajudar sua família e àqueles que estiverem ao seu alcance.

Vemos tantos jovens de talento assim como o Douglas, se esforçando para vencer e muitas vezes não tem apoio. Nem mesmo na própria cidade onde vive.

E sabemos que o esporte é um meio de melhorar a vida de muitas pessoas, não só o esporte de alto rendimento, mas o esporte como cotidiano, com a possibilidade de ensinar os valores que ele oferece. Lealdade, verdade, respeito, competição saudável, hierarquia, sem falar que melhora a saúde, as relações pessoais, enfim, sem dúvida tira vários adolescentes das ruas, das drogas e da delinquência.

E de fato o esporte não é prioridade, temos problemas graves na Saúde, Educação, Segurança, Mobilidade Pública, mas a parte do orçamento que corresponde ao Esporte em nosso país tem que ser investida de forma inteligente, não é só fazer estádios em época de grandes campeonatos, mas é proporcionar a população lazer e qualidade de vida através de praticas esportivas.

Desejamos ao Douglas sucesso com essa oportunidade e temos certeza que nossa região estará muito bem representada no futebol.

Comentários:

Carlos Alberto de Almeida - Marica - 05/10/2017
Tive o prazer de conhecer esse garoto quando jogava no Araruama. Douglas Almeida foi seu treinador. Ótimo jogador. Fico feliz em saber que ele continua jogando. E muito bem .
  
   Comente!

___________________________________________________________________________________________________________
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com