.............................................................................................................................................................
Matéria Especial

por  Vanderlei Tomaz
Ex-vereador
(Assina a coluna PÁGINA DA MEMÓRIA do site Benficanet)

4164 acessos.

OBRA DA U.P.A. REVELA PASSADO BENFIQUENSE   -   19/08/11

A obra de terraplanagem da futura Unidade de Pronto Atendimento UPA Benfica vem revelando às pessoas que passam pela Av. JK – próximo à Igreja Metodista - uma grata paisagem. Trata-se do casarão da família Barbosa e a casa do antigo moinho.

Construído por volta de 1890, a casa serviu de moradia para diversas gerações do coronel Francisco Martins Barbosa. Francisco foi vereador em 1857. Importante pecuarista, era o proprietário da Fazenda Bemfica, adquirida em 1853. A fazenda ocupava toda a região compreendida hoje por Benfica, Imbel, Araújo, Nova Benfica, Ponte Preta, Vila Esperança I e II, Distrito Industrial, parte de Santa Cruz e Nova Era.

No casarão da Av. JK, residiu Pedro Martins Barbosa, filho de Francisco, e depois Antônio Martins Barbosa - o Tonico Barbosa - que foi um dos fundadores da Cooperativa dos Produtores de Leite de Benfica. Tonico era casado com Maria Pereira Barbosa, e no casarão criaram os seus onze filhos.
Seria um grande presente para a nossa comunidade - e respeito à sua memória – fazer com que qualquer intervenção arquitetônica naquele terreno pudesse conciliar com a permanência da casa e do moinho.

As construções de Benfica remanescentes do Século XIX são: a casa da família Barbosa, a estação ferroviária (de 1877) e a casa construída para ser a residência do chefe da estação (situada na Rua Maria Eugênia, atrás da estação de Benfica – construída em 1880).

   
Fotos abaixo, enviadas por Rodrigo Venzi  
  
    Comente!
 
 
Comentários


Cida Paula - Ponte Preta - Juiz de Fora - MG - 23/09/2012
Achei essa matéria maravilhosa parabéns Vanderlei Tomaz essas fotos me lembra de uma pessoa muito importante que fez parte da minha vida. Juiz de Fora Estado minas gerais.

Marco Aurélio Dos Reis - Paineiras - Juiz de Fora - MG - 30/07/2012
Eu estudei no escola Almirante Barroso, passava todos os dias em frente a fazenda e observava aquele casarão que chamava a minha atenção, quando vou à Benfica ele me faz voltar no tempo.

Ricardo - Vila Esperança - Juiz de Fora - MG - 17/07/2012
Lindo esse casarão, sempre que passava por alí, eu parava e olhava, tentando imaginar quantas histórias passaram por aquele lugar. Será que vão demolir? Se forem será uma grande falta de respeito com o patrimônio histórico.

Valquiria Rezende - Benfica - Juiz de Fora- MG - 30/12/2011
Toda as vezes que passo por ali, verifico se o moinho ainda está lá... Como as obras da U.P.A. ficaram restritas até o momento as obras de terraplanagem, imagino que ainda pode não ser tarde para implementação de um projeto arquitetônico que preserve esta construção importante para a memória do nosso bairro. A iniciativa de solicitação à Prefeitura de Juiz de Fora de um inventário do patrimônio dos bairros pode ser uma saída para que valiosas construções como estas não sejam destruídas.

Romis Melito Ferrarez - Lagoa Santa - MG - 21/12/2011
Prezado Vanderlei, quando menino, passava todos os dias à pé em frente a Fazenda dos Barbosa, para ir estudar o Curso Primário no Grupo Almirante Barroso. É um verdadeiro retorno gostoso ao passado, ver estas imagens e, uma satisfação enorme em saber que existem pessoas como você, que nos trazem estas lembranças. Parabéns!
Romis Melito,  Eterno residente da Rua Diogo Álvares, 449 - Benfica.


Carlos Ferreira (carlosferreirajf.blogspot.com / radioculturasd.com.br) - Juiz de Fora - MG -  16/12/2011

Está na hora de se pensar na cidade de BENFICA DE MINAS. Uma nova cidade, novos projetos, novos rumos. Novas emissoras de rádio, jornais, etc.

Ricardo lopz - São Bernardo do Campo - SP -  26/11/2011
Não tinha conhecimento da importância histórica desse casarão!! Parabéns Vanderlei Tomas por manter viva a história do nosso bairro Benfica.

João Gomes da Silva -  Além Paraíba - MG - 23/11/2011
Distantes, mas eternas recordações de minha infância em Benfica. Nos fundos da sede, junto ao muro, na fotografia, lá estava eu, com as garrafas acondicionadas num embornal, pegando o leite, diariamente, ora servido pelo próprio Tonico Barbosa, ora pelo velho preto João, antigo retireiro da Fazenda. Idas e vindas de um saudoso passado.

Silas Ferrarez -  Carajás -PA - 17/11/2011
A matéria é muito boa e merece mesmo uma discussão sobre o assunto, pois a memória do bairro deveria ser preservada para as gerações futuras. Já perdemos várias construções do século XIX não deveríamos perder mais essa. É possível a integração entre o século XXI e o XIX sem perder a principal função da UPA.

Pink - Benfica -  Juiz de Fora - MG - 08/11/2011
Eu acho que as pessoas deveriam dar lugar ao presente... tudo bem que certas coisas precisam muito serem preservadas, mas mesmo assim, acho que deveria-se documentar e fotografar muito bem essa casinha, mas que ela fosse embora, patrimônio é até legal, mas se for assim... não vamos avançar com medo de destruir o passado.

Willian - Juiz de Fora - MG - 16/10/2011
Muito legal a matéria, são poucas as pessoas que tem essa visão.

Reginaldo Santos - Juiz de Fora - MG - 31/08/2011
Muitos diziam que aquela casa era mal assombrada , é verdade?

Vanderlei Tomaz - Benfica \"de Minas\"/JF-MG - 30/08/2011
Fico contente com a repercussão que a matéria vem obtendo. O mesmo assunto eu publiquei no Diário Regional e no Jornal Zona Norte. Os e-mails, ligações e comentários favoráveis em ônibus e ruas me fazem partir para uma outra missão: solicitar à Prefeitura de Juiz de Fora um inventário do nosso patrimônio histórico e cultural (de Benfica e outras comunidades da zona norte) com vista à sua preservação e tombamento. Vejo uma grande preocupação com os bens culturais da região central e nossa comunidade precisa estar unida pela manutenção dos nossos marcos antigos, sob pena de sermos acusados no futuro pela omissão e permitir seu desaparecimento. Será uma homenagem às pessoas que construíram o lugar que tanto amamos!

Mariângela Romão Batista - Benfica - Juiz de Fora - MG -  30/08/2011
Minha vida inteira eu vi esta aí!! Praticamente todos os dias indo e vindo do centro avistamos ela e é um ponto de referência para avisarmos para alguém que está chegando à Martins Barbosa!!

Priscila Zimmermann Salgado - Nova Era - Juiz de Fora - MG - 30/08/2011

Acho muito importante a preservação da história do Bairro, assim como a construção da unidade de saúde e não seria difícil unir os dois interesses, basta para isso esforço com um projeto arquitetônico novo que satisfaça as duas partes. Como não conheço o projeto, espero que a prefeitura já tenha tomado alguma posição a respeito.

Asséde Paiva - Volta Redonda - RJ - 29/08/2011
Gostei da fazenda. Conheci este pessoal, os Barbosa!

Joalser Nascimento - E.U.A - 29/08/2011
Parabéns Vanderlei Tomaz, nossas gerações futuras precisarão conhecer quem foram seus antepassados.
Vamos lutar pelas nossas memórias, elas representam nossas raízes nosso povo, o início de um futuro que ainda não veio por mais que tentem nos iludir de que o futuro está ai, ainda precisamos de nosso passado. Sem memórias do passado não haverá presente no futuro.

Ricardo A. Salgueiro - São Paulo - SP - 29/08/2011
A restauração deste conjunto arquitetônico seria uma obra importante para Benfica, Juiz de Fora e região. Me lembro que na década de 1970 ainda havia gado leiteiro nas imediações da casa e um curral funcionando. A localização favorece a observação de uma típica fazenda leiteira da Zona da Mata mineira.

Alessandra Patrícia (Benficanet) - 29/08/2011
Sem dúvida com o crescimento da região, muitas obras e construções virão, mas não podemos esquecer da grande importância em se manter arquiteturas que revelam nossa história e seu valor.
 
Confira outras matérias!
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com