.............................................................................................................................................................
Matéria Especial

por  Vanderlei Tomaz
Ex-vereador (autor da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura)

5007 acessos.

LEITE BENFICA: 45 ANOS DE UMA BOA IDÉIA  -   05/09/11

Em 1º de setembro 1966 - há 45 anos – a população de Juiz de Fora foi surpreendida com o lançamento de um importante serviço: a distribuição de leite a domicílio pela Cooperativa dos Produtores de Leite de Benfica.

Com sede na Rua Maria Eugênia – atrás da estação ferroviária – a Cooperativa produzia em seu laticínio quase meio milhão de litros de leite por mês. Cerca de treze mil litros eram engarrafados em recipientes de vidro com um revolucionário sistema de fecho inviolável e distribuído nas residências juiz-foranas através de modernos caminhões e carrocinhas puxadas por burros.

O lacre adotado na embalagem e que protegia o produto contra contaminações e impurezas, foi lançado em 1964, conquistando imediatamente os consumidores locais.

O tradicional Leite Benfica, produzido no laticínio da Rua Maria Eugênia, era distribuído nas residências por meio de carrocinhas.
 
O laticínio da Cooperativa dos Produtores de Leite de Benfica como era em 1966 e, na imagem seguinte, o que restou do antigo prédio.
  
    Comente!
 
Comentários

Nelson Dantas - Belo Horizonte - 23/12/2015
A memória de muitos se confronta com a história que insiste em apagar o protagonismo de Juiz de Fora tanto no leite quanto no café. Vamos resgatar essa história então.

Lucéia Marília Bella Pacheco - Btafogo - RJ - 28/04/2013

Vanderlei Tomaz, adorei a matéria, parabéns e obrigada. Eu vivi neste tempo em Benfica, morava na rua Marília 611, estudei no grupo escolar Professor Lopes. Será que você poderia fazer uma matéria sobre esta escola? Ou publicar uma foto? Tenho tanta saudades... Adoro relembrar o passado, estou estudando para, quem sabe, algum dia saber escrever e também transmitir emoção aos outros, assim como você. A propósito onde fica sua biblioteca? Gostaria de conhecê-la adoro ler, sou apaixonada por livros. Depois vou te escrever sugerindo outras matérias sobre Benfica, ok? Um grande abraço.

Marco Aurélio Dos Reis - Paineiras - Juiz de Fora - MG - 30/07/2012
O interessante de tudo era leiteiro gritando nas ruas: "Ah oleite!" - aí tirava da carroça que era a garrafa, que saudades...

Aguinaldo Tonassi Falcão - Padre Miguel, Rio de Janeiro - RJ - 22/02/2012
Boa noite, tenho uma garrafa desse leite, gostaria de saber quando encerrou sua venda.

Romis Melito Ferrarez - Lagoa Santa - MG - 21/12/2011
Vanderlei, parabéns pela nobreza em trazer as lembranças de minha querida Benfica, onde nasci e fui criado. Após me formar oficial do EB, rodei o Brasil e hoje resido em Lagoa Santa - MG. Sou casado com Cristina, filha do rRibinho e Nilma do bairro Araújo. Temos três filhos e sempre lembramos de nossa infância e juventude aí vividas. Um forte abraço a você e a todos os verdadeiros cidadãos queridos da nossa Benfica. Um especial para minha mãe (D. Bidula) e demais parentes que ainda moram aí. Tomei muito deste leite......

Fernanda D. Soares  - Juiz de Fora - MG - 05/09/2011
Pois bem, li a matéria do nosso grande amigo Vanderlei e como uma boa laticinista não pôde deixar de opinar. Bons e velhos tempos onde tínhamos leite puro, distribuídos em garrafas de vidro, hoje o que se vê são produtos totalmente industrializados, onde a química e a falta de profissionalismo dos grandes laticínios vem acabando com a qualidade caracterizada no passado, apesar dos primórdios e da falta de profissionalismos graças a Deus, ainda temos bons produtos no mercado. A caracterização da garrafa vem sendo novamente utilizada hoje, a fim de se obter a imagem de um produto natural, puro, que se tinha antigamente, quando estes eram comercializados na porta de nossas casas. Pena essa cooperativa não estar ativa até hoje, gostaria de tê-la conhecido. Abraços Vanderlei, vou ver se consigo para ti uma garrafa de vidro com leite, vendida numa cooperativa de Valença, só não será igual a esta, tá bom, abraços à todos e bebam leite sempre, sem moderação.

Assede Paiva - Volta Redonda - RJ - 05/09/2011
Boa lembrança. Eu morei na rua Maria Eugênia, em 1952. Pergunto se o correio ficava nesta rua?
Confira outras matérias!
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com